Defensora do impeachment de Dilma, Janaína Paschoal pode ser vice de Bolsonaro

Os defensores do impeachment da presidente Dilma Rousseff em 2016 devem lembrar da advogada Janaína Pascoal. Aos gritos e balançando a bandeira do Brasil, ele discursou no Largo São Francisco, em São Paulo, devem ver a jurista na chapa encabeçada por Jair Bolsonaro, à presidência da República.

Segundo a coluna Radar, da revista Veja, não se sabe ainda se a jurista aceitará a cadeira, mas uma coisa é fato: o partido não vai perder a oportunidade de capitalizar em cima dela. Caso seja confirmado, será uma chapa puro-sangue, já que ambos estão filiados ao PSL.

Caso não seja candidata a vice, Janaina terá algum papel na eleição. Pode disputar uma vaga na Câmara dos Deputados ou no Senado.

O frisson é tanto que há quem acredite que, se a chapa vingar, Bolsonaro leva a vitória no primeiro turno. Será?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *