Hospital São Rafael demite funcionários; centro de oncologia está sob suspeita de fechamento

Denuncia informa que o Hospital São Rafael (HSR) passa por dificuldades e que uma demissão sistemática de colaboradores está em curso. De acordo com informações do denunciante que preferiu não se identificar, desde agosto de 2018 até o momento, já foram demitidos mais de 150 funcionários e o processo ainda não terminou. Médicos, enfermeiros, profissionais de setores administrativos, técnicos em radiologia, fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais estão entre os que foram desligados.

A suposta crise do HSR começou em 2013, quando começaram pequenos atrasos salariais. De acordo com a denúncia do leitor, a construção de um anexo em 2015 teria combalido as contas da instituição, situação que piorou em 2016 e e 2017. Conforme disse o leitor a situação ainda se agravou quando o atendimento para os Sistema Único de Saúde teve corte no número de atendimentos.

Mas o que mais preocupa e chama atenção é o destino incerto do Centro de Oncologia Irmã Ludovica Sturaro, supostamente em processo de encerramento das atividades. São mais de 400 pacientes em lutando contra o câncer que podem ter acesso a tratamentos interrompidos, enquanto outros são transferidos para outros hospitais que dispõem assistência contra essa enfermidade. A equipe do Varela Notícias entrou em contato com a Assessoria de Comunicação do Hospital São Rafael, mas não obteve resposta até o fechamento desta publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *