Moradores da Praia do Flamengo denunciam uso indevido de área pública e excesso de som em barracas de praia

Os moradores da Praia do Flamengo estão inconformados com uma situação desagradável que vem lhes tirando o sono, literalmente, desde 2013. Segundo informaram, a Barraca da Pipa utiliza um espaço não autorizado pela prefeitura e promove shows com som alto, tirando o sossego de quem mora perto. Em contato com o VN, a Semop afirmou que a situação do estabelecimento está regular e devidamente licenciado.

A situação ocorre, segundo informaram os moradores, desde 2013, quando outra barraca, Do Loro, havia alugado um imóvel residencial e instalado um restaurante. À época, a legislação municipal não permitia estabelecimentos comerciais em imóveis residenciais. Na ocasião, Loro, proprietário da barraca que leva seu nome, teria passado por um atrito semelhante com a vizinhança, mas após insistência dos moradores, a situação foi regularizada e os incômodos reduziram.

O que ainda não ocorreu com a Barraca da Pipa. Segundo moradores, que preferiram não se identificar, revelaram ao VN, a barraca utiliza o dobro do espaço permitido em alvará, usando espaço público privatizado sem legalização, e, consequentemente, utilizando o dobro do som para atender todos os clientes. Segundo informaram os moradores, a situação é agravada no verão, quando os shows são mais frequentes.

Uma pessoa, que preferiu não se identificar, mora perto do estabelecimento e afirmou que é estranho a prefeitura não agir no local. Segundo informou, a esposa do dono das barracas seria irmã de um político (deputado federal e ex-prefeito de Salvador) que teria aproximação com a Secretaria de Urbanismo. “Não sei qual interesse prefeitura tem nisso. Não conseguimos a fiscalização efetiva. Dizem que para atuar precisa fiscalizar. Duas vezes foram atuados por constatado poluição sonora, de muitas que chamamos, mas nada foi feito.”

fonte:VN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *