Policiais militares são suspeitos de sonegar R$ 250 milhões em fraudes na Bahia

Sete policiais militares são suspeitos de sonegar R$ 250 milhões em fraudes na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia e a investigação liderada pela Corregedoria da PM pede que eles sejam demitidos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (09), mas a investigação foi concluída no último dia 2.

No pedido, a Corregedoria recomenda que eles sejam desligados por suspeita de corrupção e formação de quadrilha no esquema que envolve empresários e fiscalização de mercadorias. Conforme o órgão, assim que o resultado das investigações for publicado nos Boletins Geral Ostensivo (para praças) e Geral Reservado (para os oficiais), “os policiais militares têm a possibilidade de recurso administrativo e judicial”.

A investigação é um desdobramento da Operação Caracará, que foi deflagrada em 2010 após uma apuração realizada pela Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), com apoio da Segurança Pública (SSP-BA), Ministério Público da Bahia (MP-BA) e Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *